O pássaro madrugador é o que come a minhoca

Rival Sons | O Novo Led Zeppelin?

(To read this post in English: The early bird catches the worm)

09 de abril de 2013. Essa foi a noite que eu testemunhei Rival Sons tocando ao vivo! Pra quem ainda não conhece, Rival Sons é uma banda da Califórnia que, apesar de seus menos de 5 anos de estrada, tem atraído muita atenção de crítica e público. Esses caras já foram até mesmo chamados de “o novo Led Zeppelin”. Achei por bem tirar isso a limpo pessoalmente…

Cheguei 5 minutos antes de abrirem as portas, descolei um whisky duplo pra descontrair, e imediatamente tratei de garantir meu lugar ao sol – na cara do gol, colada na grade que separa palco e platéia. Deus ajuda quem cedo madruga!

A noite começou com uma banda local chamada The Graveltones, e PQP que banda!!! Se é que dá pra chamar isso de “banda”. São apenas dois caras: Jimmy O, vocal e guitarra, e Mikey Sorbello, batera. E mais nada. Show eletrizante do começo ao fim, o tal Jimmy deslizando pelo palco surtado feito um maluco, voz rasgada, muita personalidade. Barulhentos, crus, e diretos. Inesquecíveis.

A 2a banda de abertura foi Ulysses, daqui da Inglaterra também. Beleza, se destacar depois de uma apresentação que nem a do The Graveltones não é uma tarefa fácil – mas os sujeitos começaram muuuuito devagar, apáticos, a platéia começou a ficar entediada… Dava pra ver que os músicos eram bons, mas passavam a impressão de insegurança total. Lá pelas tantas eles deram uma recuperada e pelo menos as duas últimas músicas foram mais animadas. Mais tarde o Scott Holiday (guitarrista do Rival Sons) me explicou que esta foi a primeiríssima vez deles abrindo para o RS – justamente em uma noite de casa lotada! (Na minha opinião também Ulysses não é um nome legal pra uma banda. Foi difícil pra caramba encontrar informação sobre eles na internet, pois já existe um monte de personalidades e até outras bandas com esse mesmo nome!!).

Chegou a vez do Rival Sons subir no palco…

O show foi matador! O vocalista Jay Buchanan tem um timbre de voz excepcional. Marcante, sensual, forte e suave ao mesmo tempo (assim como o Plant, só que um pouco menos envolvente), e a sua presença e a maneira sexy como ele dança chamam a atenção. Ele não olha diretamente para a platéia enquanto canta. Ao invés disso, mantém o olhar fixo acima da cabeça das pessoas, como se estivesse buscando inspiração dos céus… O guitarrista Scott Holiday é estiloso, com riffs expressivos, raros de ser ver nos dias de hoje. É isso aí, tá confirmado: pra quem curte Led Zeppelin, Black Stone Cherry e The Black Crowes esses caras são de fato um prato cheio!

IMG_6828Depois do show tive a sorte de encontrar Jay e Scott e conversar rapidamente com os dois. Eles disseram que adorariam tocar no Brasil mas que “é complicado… Ainda vai levar algum tempo“. Scott tinha virado as pontas do bigode para cima em um “estilo pirata” e estava carregando alguns discos de vinil. Eu perguntei se ele era colecionador, e ele me respondeu que tinha recebido os discos como parte de um trato que eles tradicionalmente fazem com as bandas de abertura: para cada show tocado eles têm que lhe trazer algum presente, e mencionou uma ocasião em que o presente eram tortas de frutinhas frescas. Hahaha mandou muito bem!

Eu disse ao Jay que estava muito feliz por conhecê-los, pois eu acredito que em poucos anos eles terão se tornado tão famosos que dificilmente terei uma outra oportunidade como esta. Ao que ele me respondeu, em um tom enigmático: ‘nunca se sabe…‘. E então por um momento ele ficou me olhando, como se estivesse tentando encontrar algo gentil para dizer para aquela pobre coitada rechonchuda parada ali na frete dele (é, eu mesma! Estava um frio do cacete e eu estava vestindo um colete de couro, um casaco preto recheado de penas por cima e um cachecol de lã pra completar o visual corpulento. Pela foto dá pra ter uma idéia da tragédia do meu look haha…). Fiquei com a impressão de que ele estava com pena de mim, e ele disse: “e você tem os olhos castanhos mais bonitos que já vi. Que mentiroso encantador! haha

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

4 comentários em “O pássaro madrugador é o que come a minhoca”

  1. que xavequeiro, mano! quemsecarapensquié pra mexer com as nossas muié? hein, hein? rsrsrsrsrsrs!!

    Show de bola, Claudinha! Keep on truckin’, lindona! Tá mandando muito bem.

    Bejão, sdds, espero vc pra um churras logo menos (assim que findar a trip!).

  2. Show de bola!!!! E como você mesmo disse, pode ser que daqui ha’alguns anos você não tenha outra oportunidade como essa, né? Mas com certeza já têm sua história para contar (contou!)…kkkk..bj

Não seja tímido, eu ADORO comentários!! Deixe o seu aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s